Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Ampliação de Produtos Sujeitos a Logística Reversa

Defendemos a ampliação de produtos e embalagens obrigados a implantar sistemas de logística reversa. A justificativa é que todo resíduo é fruto anterior de algum processo produtivo, motivo pelo qual pode ser aderente aos princípios da responsabilidade compartilhada pós-consumo e logística reversa.

Com essa premissa e com base na PNRS o encadeamento de responsabilidades pela destinação de resíduo pós-consumo pode ser atribuído a qualquer produto ou embalagem que tenha sua origem em algum processo produtivo, imputando a cadeia de produção a responsabilidade de implantar sistemas de logística reversa para atender a demanda de descarte pós-consumo.

Dessa forma haveria um desafogo na gestão municipal, auxiliando na eficientização de novos modelos de gestão integrada de resíduos sólidos.

Ademais as soluções apresentariam resultados práticos mais rápidos e eficientes com a direta participação do setor produtivo, vez que o já atarefado e ineficiente poder público, carece de capacidade operacional para tratar isoladamente de cada tipologia de resíduo.

Com isso, novas oportunidades de negócios advindos das cadeias produtivas submetidas ao instrumento da logística reversa gerariam mais empregos e renda em um novo mercado oriundo destas operações.

LINK PNRS:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12305.htm

Sempre que tivermos novidades, você receberá no seu email.

Deixe um comentário

Mais Artigos

Receba nosso conteúdo direto no seu email!

Siga me nas Redes Sociais